visitealoja00
  ruralidades_pq

 

calendario frut tit
 Tratamento poda e rega

 

O correcto tratamento das árvores de fruto é indispensável para uma boa colheita. Ao longo do ano várias tarefas devem ser realizadas e o controle das pragas fiscalizado. Também as doenças associadas às condições climatéricas e à abundância de pragas podem impedir a produção e qualidade desejadas. Este quadro representa uma síntese do trabalho básico referente a algumas das fruteiras mais comuns de Portugal e encontra-se dividido por meses para uma melhor compreensão. Associado a este trabalho, sugerimos que consulte também o quadro das pragas já publicado neste site. 

 

Ameixoeira

Amendoeira

Aveleira

Castanheiro

Cerejeira

Diospireiro

Figueira

Laranjeira

Limoeiro

Macieira

Marmeleiro

Nespereira

Nogueira

Pereira

Pessegueiro

Quivi

Romãzeira

Tanjerineira

 

 

 

 

 

  

Ameixoeira

Topo 
amendoeira Janeiro

Limpeza dos troncos e das pernadas, raspando musgos e líquenes (1)

Plantar (se o solo estiver seco)

Podar (2)

Após a poda, tratar contra as cochonilhas, ovos de insectos, ácaros e formas hibernantes de fungos, como o pedrado

Fevereiro

Proteger contra a lepra com pulverizações preventivas de calda bordalesa ou com um fungicida cúprico 
Iniciar as enxertias de formas altas

Março

Semear em viveiro
Prosseguir as enxertias de formas altas
Efectuar enxertia de "coroa"
Após a queda das pétalas, pulverizar contra a broca
Prosseguir tratamentos contra a lepra, crivado, miniliose, oídio e afídios

Adubar 

Abril

---

Maio

Despontar as extermidades de crescimento
Efectuar enxertia "de anel"
Pulverizar contra o aranhiço vermelho

Junho

Podar
Enxertar "de anel", caso a casca o permita

Julho

---

Agosto

Semear
Enxertias "em escudo"
Combate contra o cancro bacteriano

Setembro

Iniciar a poda e limpeza da árvore
Efectuar última pulverização contra o cancro bacteriano
Apanhar fruto

Outubro

Semear em viveiro
Realizar podas e limpezas nas árvores

Novembro

Plantar
Podar
Limpeza dos troncos e das pernadas, raspando musgos e líquenes 
(1)

Dezembro

---

Necessidades hídricas

É sensível à secura em solo arenoso

 

 

  

Amendoeira

Topo 
amendoeira
Janeiro

Limpeza dos troncos e das pernadas, raspando musgos e líquenes (1)

Plantar (se o solo estiver seco)
Iniciar a enxertia do garfo

Fevereiro ---
Março

Pulverizar contra as lagartas

Adubar

Abril

Ter em atenção o aparecimento da lagarta 

Maio

Efectuar enxertia "de anel"

Junho

---

Julho

Enxertar "de anel", caso a casca o permita

Agosto

---

Setembro

Apanhar fruto

Outubro

Realizar podas e limpezas nas árvores

Novembro

Plantar
Podar
Limpeza dos troncos e das pernadas, raspando musgos e líquenes 
(1)

Dezembro

---

Necessidades hídricas

Tolera bem a secura, embora possa causar prejuízo à sua produção

 

 

  

Aveleira

Topo 
aveleira


Janeiro

Limpeza dos troncos e das pernadas, raspando musgos e líquenes (1)
Plantar (se o solo estiver seco)
Podar
 

Fevereiro

---

Março

Adubar

Abril

Combater o gorgulho da noz

Maio

---

Junho

---

Julho

---

Agosto

---

Setembro

Apanhar fruto

Outubro

Apanhar fruto

Novembro

Limpeza dos troncos e das pernadas, raspando musgos e líquenes (1)

Dezembro

---

Necessidades hídricas

Regar com frequência (não deixar mais de 3 semanas sem água)

 

 

  

Castanheiro

Topo 
castanheiro
Janeiro

Limpeza dos troncos e das pernadas, raspando musgos e líquenes (1)
Plantar (se o solo estiver seco)

Fevereiro

Efectuar sementeira em viveiro

Março

Adubar

Abril

---

Maio

Efectuar enxertia "de anel"

Junho

Enxertar "de anel", caso a casca o permita

Julho

Desbastar

Agosto

Semear
Iniciar o combate do "bichado"

Setembro

Tratamento contra o bichado e o gorgulho 

Outubro

Apanhar fruto

Novembro

Limpeza dos troncos e das pernadas, raspando musgos e líquenes (1)

Dezembro

Plantar em dias de pouco frio e colocar tutores

Necessidades hídricas

Nos primeiros anos de vida, regar com regularidade na Primavera e no Verão. Em adulta só em períodos de seca

 

 

  

Cerejeira

 Topo
cerejeira










Janeiro

Limpeza dos troncos e das pernadas, raspando musgos e líquenes (1)
Plantar (se o solo estiver seco)
Podar
Cobrir a terra com palha ou mato

Fevereiro

Proteger contra a lepra com pulverizações preventivas de calda bordalesa ou com um fungicida cúprico 
Iniciar as enxertias de formas altas

Março

Semear em viveiro
Prosseguir as enxertias de formas altas
Prosseguir tratamentos contra a lepra, crivado, miniliose, oídio e afídios 
(4)

Adubar

Abril

Enxertar de "coroa"

Maio

Apanhar fruto

Junho

Apanhar fruto

Julho

Eliminar os ramos laterais de frutificação mais antigos
Apanhar fruto

Agosto

Prosseguir com a limpeza dos ramos laterais
Enxertia "de borbulha"
Combate contra o cancro bacteriano

Setembro

Enxertias outonais "de fenda"
Efectuar última pulverização contra o cancro bacteriano

Outubro

---

Novembro

Plantar
Limpeza dos troncos e das pernadas, raspando musgos e líquenes 
(1)

Dezembro

Plantar em dias de pouco frio e colocar tutores

Necessidades hídricas

Regar em períodos secos

 

 

  

Diospireiro

 Topo
diospireiro Janeiro

Limpeza dos troncos e das pernadas, raspando musgos e líquenes (1)
Plantar (se o solo estiver seco)

Fevereiro

---

Março

Adubar

Abril

---

Maio

---

Junho

---

Julho

---

Agosto

---

Setembro

---

Outubro

Apanhar fruto

Novembro

Limpeza dos troncos e das pernadas, raspando musgos e líquenes (1)

Apanhar fruto

Dezembro

---

Necessidades hídricas

Regar sem encharcar

 

 

  

Figueira

 Topo
figueira


Janeiro

Limpeza dos troncos e das pernadas, raspando musgos e líquenes (1)
Plantar (se o solo estiver seco)
Cobrir a terra com palha ou mato

Fevereiro

Aplicar um adubo composto
Efectuar viveiros de estacas

Iniciar a poda

Março

Concluir a poda
Tratar contra as cochonilhas

Adubar 

Abril

---

Maio

---

Junho

---

Julho

Apanhar fruto

Agosto

Apanhar fruto

Setembro

Eliminar os frutos não amadurecidos
Apanhar fruto

Outubro

Apanhar fruto

Novembro

Limpeza dos troncos e das pernadas, raspando musgos e líquenes (1)

Dezembro

---

Necessidades hídricas

Regar na Primavera se o tempo estiver quente, mas por norma esta árvore não é regada, excepto quando é jovem para um bom desenvolvimento

 

 

  

Laranjeira

 Topo
laranjeira









Janeiro

Limpeza dos troncos e das pernadas, raspando musgos e líquenes (1)
Podar
Efectuar os tratamentos contra o míldio 

Fevereiro

Plantar (3)

Prosseguir os tratamentos contra o míldio
Colher futo

Março

Aplicar emulsões oleosas depois da floração
Plantar
Pulverizar contra o aranhiço vermelho

Adubar 

Abril

Terminar a poda, eliminando os ramos secos, os ramos ladrões, e os mal implantados, bem como os ramos que toquem no solo
Tratar contra as "lapas" e "escamas" com emulsões oleosas 
Combater mosca da fruta, afídios, cetónias, ácaros e formigas 
Sachar e regar

Maio

Plantar
Combater formiga argentina, ácaros, afídios, cetónias, cochonilhas e prosseguir luta contra a mosca da fruta 

Junho

Combater formiga argentina, ácaros, afídios, cetónias, cochonilhas e prosseguir luta contra a mosca da fruta

Julho

Efectuar regas semanais

Agosto

Efectuar regas semanais

Setembro

Para melhoria da qualidade, aplicar em cada caldeira 1 kg de sulfato de potássio e 2 kg de sal dissolvidos em 10 lt de água. No dia seguinte a caldeira será cheia com água limpa
Tratamentos contra a mosca da fruta 
Pulverizar contra a lepra antes da queda da folha 

Outubro

Prosseguir tratamento contra mosca da fruta e contra a formiga

Novembro

Limpeza dos troncos e das pernadas, raspando musgos e líquenes (1)
Iniciar o tratamento contra o míldio e continuar o combate à mosca da fruta e às formigas
Efectuar tratamento contra as geadas com a pulverização de leite de cal e adubações potássicas

Dezembro

Aplicar caldas cúpricas aos citrinos que iniciem a maturação do fruto
Prosseguir tratamento contra as geadas com a pulverização de leite de cal e adubações potássicas

Necessidades hídricas

Muita água – deve-se regar o solo de maneira a não o deixar secar, mas o excesso de água pode ser prejudicial e causar asfixia radicular

 

 

  

Limoeiro

 Topo
limoeiro









Janeiro

Limpeza dos troncos e das pernadas, raspando musgos e líquenes (1)
Plantar (se o solo estiver seco)

Fevereiro

Plantar (3)
Colher fruto

Março

Aplicar emulsões oleosas depois da floração
Plantar
Pulverizar contra o aranhiço vermelho

Adubar

Abril

Terminar a poda, eliminando os ramos secos, os ramos ladrões, e os mal implantados, bem como os ramos que toquem no solo
Tratar contra as "lapas" e "escamas" com emulsões oleosas.
Combater mosca da fruta, afídios, cetónias, ácaros e formigas
Sachar e regar

Maio

Plantar
Combater formiga argentina, ácaros, afídios, cetónias, cochonilhas e prosseguir luta contra a mosca da fruta

Junho

Prosseguir combate contra a formiga argentina, ácaros, afídios, cetónias, cochonilhas e prosseguir luta contra a mosca da fruta

Julho

Efectuar regas semanais

Agosto

Efectuar regas semanais

Setembro

Para melhoria da qualidade, aplicar em cada caldeira 1 kg de sulfato de potássio e 2 kg de sal dissolvidos em 10 lt de água. No dia seguinte a caldeira será cheia com água limpa
Tratamentos contra a mosca da fruta
Pulverizar contra a lepra antes da queda da folha

Outubro

Prosseguir tratamento contra mosca da fruta e contra a formiga

Novembro

Limpeza dos troncos e das pernadas, raspando musgos e líquenes (1)
Iniciar o tratamento contra o míldio e continuar o combate à mosca da fruta e às formigas

Dezembro

---

Necessidades hídricas

Muita água – deve-se regar o solo de maneira a não o deixar secar, mas o excesso de água pode ser prejudicial e causar asfixia radicular

 

 

  

Macieira

 Topo
macieira









Janeiro

Limpeza dos troncos e das pernadas, raspando musgos e líquenes (1)
Plantar (se o solo estiver seco)
Após a poda, tratar contra as cochonilhas, ovos de insectos, ácaros e formas hibernantes de fungos, como o pedrado

Fevereiro

Plantar (3)
Efectuar sementeira em viveiro
Continuar tratamento contra as cochonilhas, ovos de insectos, ácaros e pedrado
Iniciar as enxertias de formas altas

Março

Terminar a poda e limpeza das árvores
Prosseguir as enxertias de formas altas
Pulverizar contra os afídios e as lagartas (não usar pesticidas enquanto se mantiver a floração)
Continuar tratamento contra as cochonilhas, ovos de insectos, ácaros e pedrado
Combater o oídio e o míldio

Adubar

Abril

Enxertar de "coroa"
7 dias após a queda das pétalas, pulverizar contra a rosca e o aranhiço vermelho
Prosseguir tratamento contra o pedrado com calda bordalesa
Combater o oídio, o pulgão lanígero, a hiponomenta e a holocampa

Maio

Podar
Prosseguir tratamento contra o pedrado e combater ácaros e formigas
Pulverizar contra a lagarta da traça da fruta e lagarta mineira

Junho

Podar
Prosseguir tratamento contra o pedrado e combater ácaros, afídios e formigas
Estacar pernadas com maior carga de fruto
Regar semanalmente ou gota-a-gota

Julho

Prosseguir tratamento contra o pedrado e combater ácaros, afídios e formigas
Regar semanalmente ou gota-a-gota
Iniciar combate contra o cancro e cancro bacteriano

Agosto

Efectuar regas semanais
Enxertias "em escudo"
Prosseguir combate contra a formiga argentina, ácaros, afídios, cetónias, cochonilhas e prosseguir luta contra a mosca da fruta
Prosseguir combate contra o cancro e cancro bacteriano

Setembro

Enxertias outonais "de fenda"
Enxertias "de borbulho"
Efectuar última pulverização contra o cancro bacteriano
Apanhar fruto

Outubro

Depois da queda da folha, tratar contra a antracnose
Efectuar tratamento contra o oídio e o pulgão lanígero
Apanhar fruto

Novembro

Limpeza dos troncos e das pernadas, raspando musgos e líquenes (1)
Manter vigilância contra ataques de cochonilhas, ácaros e formiga argentina
Combater o cancro logo após a queda da folha
Podar

Dezembro

Plantar em dias de pouco frio e colocar tutores
Prosseguir a poda
Após a poda, prosseguir tratamentos contra as cochonilhas, ovos de insectos, ácaros e formas hibernantes do pedrado

Necessidades hídricas

As recém-plantas necessitam de muita água. Em tempo seco, regar as árvores já adultas com 20 litros água/m2

 

 

  

Marmeleiro

 Topo
marmeleiro Janeiro

Limpeza dos troncos e das pernadas, raspando musgos e líquenes (1)
Plantar (se o solo estiver seco)

Fevereiro

Realizar uma aplicação de cobertura com sulfato de amónio
Enxertar

Março

Pulverizar contra as lagartas da traça

Adubar

Abril

---

Maio

---

Junho

---

Julho

---

Agosto

---

Setembro

---

Outubro

Depois da queda da folha, tratar contra a antracnose

Novembro

Limpeza dos troncos e das pernadas, raspando musgos e líquenes (1)

Dezembro

Plantar em dias de pouco frio e colocar tutores

Necessidades hídricas

A irrigação, até mesmo em locais de alta precipitação, é essencial para melhor desenvolvimento da planta

 

 

  

Nespereira

 Topo
nespereira
Janeiro

Limpeza dos troncos e das pernadas, raspando musgos e líquenes (1)
Plantar (se o solo estiver seco)

 

Fevereiro

Aplicar um adubo composto
Proteger contra o pedrado com calda bordalesa

Março

Tratar contra o pedrado

Abril

Prosseguir tratamento contra o pedrado com calda bordalesa

Adubar

Maio

---

Junho

---

Julho

---

Agosto

Semear
Combate contra o cancro bacteriano

Setembro

Efectuar sulfatação de calda bordalesa ou pulverização com cúprico contra o pedrado
Efectuar última pulverização contra o cancro bacteriano

Outubro

---

Novembro

Limpeza dos troncos e das pernadas, raspando musgos e líquenes (1)
Combater o pedrado

Dezembro

---

Necessidades hídricas

Regar com o tempo seco

 

 

  

Nogueira

 Topo
nogueira Janeiro

Limpeza dos troncos e das pernadas, raspando musgos e líquenes (1)
Plantar (se o solo estiver seco)

Fevereiro

---

Março

Adubar

Abril

Iniciar tratamento contra a antracnose e bacteriose

Maio

Efectuar enxertia "de anel"
Continuar tratamento contra a antracnose e bacteriose

Junho

Enxertar "de anel", caso a casca o permita
Continuar tratamento contra a antracnose e bacteriose e contra o pedrado

Julho

Desbastar

Agosto

Semear

Setembro

Apanhar fruto

Outubro

Semear em viveiro
Apanhar fruto

Novembro

Limpeza dos troncos e das pernadas, raspando musgos e líquenes (1)

Dezembro

Plantar em dias de pouco frio e colocar tutores

Necessidades hídricas

Não gosta de encharcamento – rega moderada a abundante

 

 

  

Pereira

 Topo
pereira









Janeiro

Limpeza dos troncos e das pernadas, raspando musgos e líquenes (1)
Plantar (se o solo estiver seco)
Após a poda, tratar contra as cochonilhas, ovos de insectos, ácaros e formas hibernantes de fungos, como o pedrado

Fevereiro

Efectuar sementeira em viveiro
Continuar tratamento contra as cochonilhas, ovos de insectos, ácaros e pedrado
Iniciar as enxertias de formas altas

Março

Terminar a poda e limpeza das árvores
Prosseguir as enxertias de formas altas
Pulverizar contra os afídios, as lagartas e a mosca da fruta (não usar pesticidas enquanto se mantiver a floração)
Continuar tratamento contra as cochonilhas, ovos de insectos, ácaros e pedrado
Efectuar tratamento contra a holocampa

Adubar

Abril

Eliminar os gomos secos
Enxertar de "coroa"
Prosseguir tratamento contra o pedrado com calda bordalesa
Combater a holocampa

Maio

Podar
Prosseguir tratamento contra o pedrado e combater ácaros e formigas

Junho

Podar
Prosseguir tratamento contra o pedrado e combater ácaros, afídios e formigas
Estacar pernadas com maior carga de fruto

Julho

Prosseguir tratamento contra o pedrado e combater ácaros, afídios e formigas
Estacar pernadas com maior carga de fruto

Iniciar combate contra o cancro e cancro bacteriano

Agosto

Efectuar regas semanais
Enxertias "em escudo"
Prosseguir combate contra a formiga argentina, ácaros, afídios, cetónias, cochonilhas e prosseguir luta contra a mosca da fruta
Prosseguir combate contra o cancro e cancro bacteriano
Apanhar fruto

Setembro

Enxertias outonais "de fenda"
Efectuar última pulverização contra o cancro bacteriano
Apanhar fruto

Outubro

Depois da queda da folha, tratar contra a antracnose
Apanhar fruto

Novembro

Limpeza dos troncos e das pernadas, raspando musgos e líquenes (1)
Manter vigilância contra ataques de cochonilhas, ácaros e formiga argentina
Combater o cancro logo após a queda da folha
Podar

Dezembro

Plantar em dias de pouco frio e colocar tutores
Prosseguir a poda
Após a poda, prosseguir tratamentos contra as cochonilhas, ovos de insectos, ácaros e formas hibernantes do pedrado

Necessidades hídricas

Gosta de solo relativamente húmido. O solo seco e pobre em nutrientes provoca a queda dos frutos

 

 

  

Pessegueiro

 Topo
pessegueiro









Janeiro

Limpeza dos troncos e das pernadas, raspando musgos e líquenes (1)
Plantar (se o solo estiver seco)
Podar
Após a poda, tratar contra as cochonilhas, ovos de insectos, ácaros e formas hibernantes de fungos, como o pedrado

Fevereiro

Continuar tratamento contra as cochonilhas, ovos de insectos e pedrado
Proteger contra a lepra com pulverizações preventivas de calda bordalesa ou com um fungicida cúprico

Março

Proteger contra a lepra com pulverizações preventivas de calda bordalesa ou com um fungicida cúprico
Iniciar a poda no final do mês
Semear em viveiro
Pulverizar contra o aranhiço vermelho
Prosseguir tratamentos contra a lepra, crivado, miniliose, oídio e afídios

Adubar

Abril

Desbastar os botões logo que atinjam 2/3 cm

Desbaste de alguns ramos

Maio

Cortar rebentos nocivos ou mal localizados
Efectuar enxertia "de anel"

Junho

Enxertar "de borbulha"
Enxertar "de anel", caso a casca o permita
Combater lepra, lapas, escamas e cochonilhas com emulsões oleosas de Verão

Julho

Prosseguir a enxertia "de borbulha"
Efectuar a desfolha

Agosto

Semear
Enxertia "de borbulha"
Prosseguir combate contra a formiga argentina, ácaros, afídios, cetónias, cochonilhas e prosseguir luta contra a mosca da fruta
Combate contra o cancro bacteriano

Setembro

Iniciar a poda e limpeza da árvore
Enxertias "de borbulho"
Pulverizar contra a lepra antes da queda da folha
Efectuar última pulverização contra o cancro bacteriano

Outubro

Semear em viveiro
Realizar podas e limpezas nas árvores

Novembro

Plantar
Podar
Limpeza dos troncos e das pernadas, raspando musgos e líquenes (1)
Após a queda das folhas tratar contra a lepra, o crivado e o cancro

Dezembro

Plantar em dias de pouco frio e colocar tutores
Tratar contra a doença de enrolamento da folha (lepra)

Necessidades hídricas

É exigente em água. Regar sempre que aparentar estar seco

 

 

  

Quivi

 Topo
quivi Janeiro

Limpeza dos troncos e das pernadas, raspando musgos e líquenes (1)

Fevereiro

Plantar

Março

Efectuar enxertia de fenda

Adubar

Abril

Terminar as enxertias de fenda

Maio

---

Junho

---

Julho

---

Agosto

Enxertias de olho dormente

Setembro

Terminar as enxertias de olho dormente

Outubro

Cessa o crescimento das varas

Novembro

Podar

Dezembro

---

Necessidades hídricas

Rega abundante no Verão. O solo deve permanecer húmido

   

 

 

  

Romãzeira

 Topo
romazeira Janeiro

Limpeza dos troncos e das pernadas, raspando musgos e líquenes (1)
Plantar (se o solo estiver seco)

Fevereiro

Efectuar viveiros de estacas
Enxertar

Março

Adubar

Abril

---

Maio

---

Junho

---

Julho

---

Agosto

---

Setembro

---

Outubro

Apanhar fruto

Novembro

Limpeza dos troncos e das pernadas, raspando musgos e líquenes (1)

Dezembro

---

Necessidades hídricas

Rega abundante, mas sem encharcamento do solo

   

 

  

Tanjerineira

 Topo
tangerineira









Janeiro

Limpeza dos troncos e das pernadas, raspando musgos e líquenes (1)
Podar
Efectuar os tratamentos contra o míldio

Fevereiro

Plantar (3)
Colher futo

Março

Aplicar emulsões oleosas depois da floração
Plantar

Adubar

Abril

Tratar contra as "lapas" e "escamas" com emulsões oleosas.
Combater mosca da fruta, afídios, cetónias, ácaros e formigas
Sachar e regar

Maio

Plantar
Combater formiga argentina, ácaros, afídios, cetónias, cochonilhas e prosseguir luta contra a mosca da fruta

Junho

Prosseguir combate contra a formiga argentina, ácaros, afídios, cetónias, cochonilhas e prosseguir luta contra a mosca da fruta

Julho

Efectuar regas semanais
Prosseguir combate contra a formiga argentina, ácaros, afídeos, cetónias, cochonilhas e prosseguir luta contra a mosca da fruta

Agosto

Prosseguir combate contra a formiga argentina, ácaros, afídios, cetónias, cochonilhas e prosseguir luta contra a mosca da fruta

Setembro

Para melhoria da qualidade, aplicar em cada caldeira 1 kg de sulfato de potássio e 2 kg de sal dissolvidos em 10 lt de água. No dia seguinte a caldeira será cheia com água limpa
Tratamentos contra a mosca da fruta
Pulverizar contra a lepra antes da queda da folha

Outubro

Prosseguir tratamento contra mosca da fruta e contra a formiga

Novembro

Limpeza dos troncos e das pernadas, raspando musgos e líquenes (1)
Iniciar o tratamento contra o míldio e continuar o combate à mosca da fruta e às formigas

Dezembro

Aplicar caldas cúpricas aos citrinos que iniciem a maturação do fruto
Prosseguir tratamento contra as geadas com a pulverização de leite de cal e adubações potássicas

Necessidades hídricas

Muita água – deve-se regar o solo de maneira a não o deixar secar, mas o excesso de água pode ser prejudicial e causar asfixia radicular

    

 

(1) Devem ser apanhadas e amontoadas fora da área do pomar e queimadas. As áreas raspadas devem ser protegidas com uma calda de sulfato de ferro

 

(2) Os cortes de maiores dimensões devem ser revestidos (unguntos ou lutos e antissépticos)

 

(3) Nas regiões não sujeitas à ocorrência de geadas


 

 

 


 

 

lombardovoltar1  Topo

 

?