visitealoja00
  ruralidades_pq
horticultura_aprender_a_a_z
Pimento
 
ft01
01me

Maria Emília Monteiro – Colaboradora habitual do Ruralidades

Lombardo – Estou aqui a ver pimentos... Como os semeou?

1901g

 

Maria Emília – Utilizei as sementes de um pimento maduro, sabe, aquelas que se vêem quando cortamos ao meio um pimento, meio esbranquiçadas e pequeninas. Sequei-as e guardei-as para as semear na altura própria.

 

 

f0001p

 

Lombardo – E coloca na terra quantas sementes de cada vez – duas, três?

Maria Emília – Pois, têm que se deitar num alfobre e quando nasce a folha faz-se o transplante da planta já com a raiz. Colocam-se aí de 20 em 20 cm.

Lombardo – E são atacados por pragas e doenças?

Maria Emília – Sim, antigamente não o eram, mas hoje quem quer ter alguma coisa tem que estar sempre a tratar a produção, neste caso, teria que ser um produto contra o míldio.

Lombardo – Como sabe que o pimento está bom para consumo?

Maria Emília – Á medida que o tempo passa, o pimento vai engrossando, vai crescendo. Neste caso, não tem nada a ver com a morte ou secagem da rama. É apenas o tamanho do produto que permite saber se já pode ou não ser consumido.

 

Lombardo– A rama do pimento verde é igual à do vermelho ou da laranja?

1902g

Maria Emília – Sim. A diferença está apenas na cor e no sabor.

 

Lombardo – Precisam de muita água?

Maria Emília – Sim, na altura do verão têm que ser regados quase diariamente, senão morrem.

Lombardo – E sol?

Maria Emília – Gostam muito, senão não se criam.

Lombardo – Qual a melhor altura para os plantar?

 

Maria Emília– Nesta zona, é em Maio. Depois deixam-se engrossar e em Agosto já estão prontos. É como os pepinos.

1903g

 

Lombardo – As coisas que a Maria Emília sabe. Estou sempre a aprender!

 

lombardovoltar1